Regularize Seu Alambique

1 – Por que regularizar o seu alambique e sair da informalidade:

É muito simples. A tendência do mercado é o de afunilar, cada vez mais as marcas e, com certeza, as que não estão registradas e legalizadas, serão eliminadas com maior rapidez.

Para que você possa entrar no mercado formal sem medo de um dia ter sua fábrica e seu produto apreendido por uma fiscalização mais ostensiva, você tem que estar legalizado.

Se você implantar em sua unidade produtiva, as boas práticas de fabricação da legitima cachaça de alambique, certamente terá um produto especial e de qualidade. Esse fator é fundamental para a aceitação de seu produto no mercado.

Enfim, se você realmente quer sair da informalidade e ficar ligado no mercado formal, sem medo e restrições, procure a ANPAQ. A Associação o aguarda pronta para ajudá-lo.


2 – Os passos necessários para formalização:

O produtor de cachaça que quiser regularizar sua atividade (estabelecimento) e seu produto deve:

1 – Formatar um contrato social e registrá-lo na Junta Comercial, para se transformar em Pessoa Jurídica;
2 – Inscrever-se no CNPJ (SRFB);
3 – Inscrever-se na Fazenda Estadual (I.E);
4 - Retirar alvará de localização – Prefeitura Municipal;
5 – Registrar marca(s) no INPI;
6 – Registrar o estabelecimento (Fazenda) no MAPA;
7 – Registrar o(s) produto(s) no MAPA (rótulo);
8 – Registrar na SRFB para obter o selo de controle do IPI.
9 – Regularizar a fábrica em relação aos órgãos ambientais de sua cidade.

A adesão a uma Entidade representativa é inteiramente facultativa (voluntária) e a ANPAQ ficará feliz em ser lembrada pelo produtor, especialmente aquele que utiliza o nosso site ou faz contatos com nossa sede por e-mail; correio; telefone; cursos; encontros; seminários; feiras, etc.